[EMP] Forja do Martelo Divino

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[EMP] Forja do Martelo Divino

Mensagem por Kalahar "Martelo Divino" em Ter Nov 18, 2014 6:56 pm


Under the heat of the forge







Era hora de trabalhar uma vez mais. Como sempre fora em minha vida, nunca havia feito apenas uma coisa de cada vez, nunca me dera ao luxo de reservar um dia para fazer apenas um item, e hoje não seria diferente. Iria começar com o escudo, pois era o mais rápido e fácil de se fazer. Pegava duas das placas de prata guardadas, e as colocava na fornalha, aquecendo-as para que ficassem maleáveis, ao passo que buscava o molde para o Escudo. Enquanto esperava mais um tempo, para que as placas atingissem a temperatura que eu precisava, abaixava o capuz e retirava a máscara, deixando os chifres a mostra. Não gostava de tirar a máscara, mas trabalhar com aquele negócio era um saco. Por fim, retirava as placas de metal, que foram aquecidas uma por cima da outra, então a este ponto estavam fundidas, e colocava-as sobre o molde.Utilizava então a parte plana do martelo para fazer pressão no meio do escudo, para criar uma pequena profundidade do meio para a ponta, para melhor proteger o usuário. Aproveitando que a prata ainda estava mole, cortava as beiradas da parte de cima, para já ir preparando-o para assumir a forma desejada. Então, minha parte preferida, peguei o martelo e comecei a martelar o escudo, para o mesmo atingir a espessura e a forma desejada. Então, colocava-a na água para resfriar, e levava ao aquecimento na fornalha novamente,por menos tempo dessa vez, apenas para amolecer levemente o metal para fazer os detalhes gráficos do escudo,e sobretudo, o clássico "MD", que ia em todos os itens que eu fabricava, tanto na parte de trás como na da frente do escudo. Por fim, lixava as bordas para retirar qualquer ponta e dava o acabamento de tinta no mesmo. O escudo estava pronto.


Passaria então para a forja do sabre e da adaga. Utilizando as três placas de prata que haviam sobrado, colocava as três na fornalha, porém trabalhando-as de forma diferente. As placas dessa vez seriam aquecidas até seu ponto de fusão, uma delas para para a adaga e duas para o sabre. Enquanto esperava que as placas atingissem o ponto necessário, começava a trabalhar na empunhadura e nas bainhas das armas. A bainha e o cabo da Adaga eram feitos, em sua maioria, com detalhes em tinta dourada e preta, assim como a do Sabre, porém a adaga era muito mais detalhada, então exigia mais tempo, e concentração. Após o cabo de todas as armas, ia uma pequena parte de metal, que seria inserida no metal ainda líquido, portanto quente, para que se fixasse. Após terminar a etapa de confecção, pegava primeiro a placa de prata que iria dar origem a adaga, virando-a num recipiente com formato fino, já para modelar a adaga, e colocava ali o cabo, e então levava esse recipiente fechado para a água, para resfriar o metal, enquanto repetia o mesmo processo com as duas placas de prata que dariam origem ao sabre. Quando o metal resfriava ao ponto de estar sólido, transferia-o para outra água, para resfriá-lo por completo, antes de inseri-lo num outro tipo de fornalha, esse, que serviria só para esquentar as lâminas, sendo assim, os cabos ficariam pra fora, não sendo danificados. Ao terminar de aquecer os mesmos, pegava a adaga primeiro, e começava a modelar a lâmina com o martelo, e devolvia o para o aquecimento, e repetia o processo com o Sabre. Então, pegava a adaga, com a lâmina quente e maleável, e começava a fazer os detalhes gráficos da lâmina, os desenhos desejados e o clássico "MD" na ponta, fazendo o mesmo com o sabre e resfriando ambos. Pegava então a pedra de amolar, e começava a trabalhar nas duas lâminas, até que as duas estivessem com o fio perfeito, e guardava ambas nas bainhas. As armas estavam prontas.


Por fim, o que na minha opinião é a coisa mais difícil de se forjar, a armadura. A armadura seria feito de um material diferente, seria de aço, que derrete mais rápido, então é preciso ter uma noção de tempo decente para trabalhar. Separava uma placa para fazer a parte da frente, uma para a de trás, uma para as ombreiras e a proteção do braço, e uma para a proteção das pernas e para as placas de decoração. Enquanto as placas derretiam, pegava os moldes da Armadura, separando os certinho, para poder não errar nada. Então, quando as placas atingiam a temperatura de fusão, colocava-as cada uma no seu molde, fechando-os e levando à água, até que resfriassem o suficiente para poderem ir fora do molde  para a água. Dali, iam pra fornalha, um de cada vez, para não estragar nenhuma das peças, para que ficassem maleáveis, e eu pudesse moldá-las para sua forma final com o martelo. Ao fim de todas as partes, levava as peças que tinham detalhes para a fornalha mais uma vez, para amolecer levemente o metal, para que pudesse gravar as inscrições, e o famigerado "MD", na parte da frente e das costas, tanto por fora com por dentro. Por fim, marcava as placas de decoração, e então começava a ligar tudo aos seus devidos lugares, prendendo a armadura com as correiras e as tiras de couro, placa por placa, até que a mesma estivesse completamente montada. Então, realizava os últimos toques, que eram a base de tinta, para os detalhes visuais finais. Então, a armadura estava pronta. Mais um dia árduo de trabalho havia terminado. Era hora de tomar um bom e merecido banho.  



The calling for the boys turn into men is made


### , tagged , notes

, ♥ lauz
avatar
Kalahar "Martelo Divino"



Ficha de Persogem
Pontos de Vida:
115/115  (115/115)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [EMP] Forja do Martelo Divino

Mensagem por King em Ter Nov 18, 2014 9:26 pm

Aprovado

Por favor, dirija-se a ESTE TÓPICO e lance os dados d15 correspondentes aos itens, lançando-os na ordem forjada (escudo, adaga, sabre e armadura).

Após o lançamento dos dados, os itens serão atualizados ao seu inventário.

Como Missão de Emprego [EMP] você receberá um total de 13pp.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [EMP] Forja do Martelo Divino

Mensagem por Kalahar "Martelo Divino" em Sab Dez 06, 2014 8:22 pm


Forja do Martelo Divino







Hoje seria um dia de trabalho. Chegaram três pedidos no mesmo dia, sendo dois deles muito parecidos. O primeiro pedido havia sido de um Reaver um tanto quanto suspeito, não havia ido muito com a cara dele não, mas acho que é disso que se trata ser um reaver, não ir com a cara das pessoas e elas não irem com a sua cara. Mas ele fala a língua da prata, e eu não nego um trabalho à ninguém, não tenho esse tipo de moralidade, então ia forjar o arco e as flechas daquele rapaz normalmente. Porém, um aluriano muito simpático havia pedido um arco e algumas flechas também, então juntaria o pedido dos dois e faria em sequência.

Já tinha algumas placas de prata no meu estoque, porém, para aquele pedido, fui obrigado a comprar mais sete placas na loja local, mas já tinha todo o material necessário ali, então já podia começar a trabalhar. Para começar, levava seis placas de prata para um rápido aquecimento, apenas para facilitar o manejo inicial, onde moldaria com algumas marteladas as placas, e faria alguns cortes nas sobras de prata, mas não as jogava fora, pois utilizaria as mesmas depois. Feito esse primeiro molde inicial , separava 4 das placas moldadas e as levava para o aquecimento, e começava a trabalhar nas outras duas peças, que seriam a base do corpo dos arcos compostos. Primeiramente, com uma lâmina especial, ia retirando as pequenas imperfeições, e criava assim a parte central do arco, onde a flecha seria pousada para o tiro. Logo, recuperava as outras placas de prata da fornalha, para poder moldar os braços, tanto de cima quanto de baixo dos arcos.

A melhor parte de forjar arcos era a hora de forjar os braços, pois, como em qualquer arma, minha parte preferida era a parte onde eu tinha que descer o braço na martelada pra acabar com a raça do metal, fazer ele pedir arrego, só pra deixar claro quem mandava. Aproveitando que os metais, já previamente moldados, estavam quentes, fazia alguns pequenos ajustes, revendo algum erro que eu pudesse ter cometido, e deixando tudo na mais perfeita ordem, e então levei os mesmo para os moldes, e desci a marreta, até que eles se espalhassem, e ficassem na exata forma desejada, e aproveitando ainda que os metais estavam quentes, começava a fazer os primeiros detalhes visuais, os que iriam parecer que estavam talhados na prata, alguns floreios, e principalmente, o clássico "MD" no braço de baixo de ambos os arcos. Então, resfriava os braços, antes de levar os mesmos ao aquecimento uma última vez. Com os mesmos mais maleáveis, acoplava os respectivos braços aos seus respectivos corpos, dando leves marteladas, contando com o calor do metal para unir as partes. Resfriava o arco, e movia-o com intensidade, confirmando que o mesmo estava pronto. Pegava então as sobras de prata, derretia as mesmas, e então levava-as para um molde fino, para criar pequenas tiras de prata, e então passava-as por um compressor, visando reduzir suas rigidez, mas não por completo. Assim, conseguia os fios de prata para os arcos. Passava então os fios pelo braço, finalizando assim o trabalho. Colocava o arco do Reaver em um lado da bancada principal, e a do Aluriano na outra.

Agora, iria fazer as flechas, o que era um trabalho bem chato de se fazer, por que tinha que fazer os penachos das flechas um por um, para que todos ficassem perfeitos e absolutamente nenhuma das flechas ficasse desbalanceada. Juntaria então as seis placas reservadas para fazer as flechas e colocaria as mesmas sob aquecimento direto da fornalha, todas juntas, afim de que as mesmas derretessem por completo. Aquele processo me daria tempo para fazer todos os penachos das flechas. Tinha um pedido de 60 flechas e um de 30, então seriam 90 penachos ao todo, que começaria a fazer usando pena de ganso, que é leve e confere uma boa aerodinâmica. Após fazê-los um por um, pegava os moldes para as flechas, e retirava a prata, já líquida, da fornalha, e derramava nos moldes, até que tivesse as 90 flechas em moldes, fechando os mesmos, selando-os bem, e afundando-os em água gelada, para que os mesmos resfriassem. Então, depois do processo de resfriamento, fixava os penachos nas flechas, utilizando uma cola leve e resistente, garantindo assim a integridade e a aerodinâmica da flecha. Ao fim disso, contabilizava as flechas, e separava-as em três aljavas de 30 flechas, colocando duas junto ao arco do Reaver e uma junto ao arco do Aluriano.

Com o pedido do Reaver pronto, era hora de finalizar o pedido do aluriano, uma armadura leve feita de aço. Buscava três placas de ferro no meu estoque, e as levava para o aquecimento, para que pudesse trabalhar com elas. Enquanto esperava a mesma aquecer, buscava nos fundos o molde da armadura leve que eu fazia. Fazia tempo que eu não forjava este tipo de armadura, mas forjar era igual andar de carroça, uma vez que você aprende, nunca mais esquece. Ao passo que as placas estavam prontas para ir para o molde, levava as mesmas para a bancada de trabalho, colocando as mesmas no molde e começando a martelar as mesmas com muita força, pois o essencial da armadura leve fosse que ela cobrisse o corpo da pessoa, porem utilizando pouco material para que a mesma seja leve, então o metal tinha que ser muito trabalhado, para que ele se alargasse, ficando mais fino, para cobrir a pessoa por inteiro. Era esse o preço de uma armadura leve, uma proteção mais fraca, em troca da velocidade. Escolhas e escolhas. Terminava de trabalhar o aço da armadura, deixando as mesmas no molde,e então levava para resfriar na água. Por fim, prendia as partes das armaduras com as correias de couro, utilizando pequenos pregos dourados para efeitos visuais, e então pegava uma pequena lâmina de ouro, esquentando sua ponta até que a mesma ficasse incandescente, e talhava no peitoral o "MD". Juntava a armadura com o resto do pedido do Aluriano.

Quando finalizei a armadura, ouvi o chamado na bancada principal, aonde eu atendia os clientes e anotava seus pedidos. Avallon havia vindo à minha forja, pedir para que eu reforjasse sua maça de prata. Fazia algum tempo que eu não via um rosto conhecido, alguém que eu pudesse chamar de "associado". Estava devendo alguns favores a ele, então faria este trabalho de graça. Levava a maça para dentro e dava uma boa analisada na arma. A arma estava com algumas imperfeições, mas podia ver que o ferreiro que forjara aquela arma era bom, apenas alguns deslizes situacionais. Acontece nas melhores forjas. Levava a maça para a fornalha, para derreter todo seu material de prata, para que pudesse forja-la desde o zero. Buscava o molde da maça, e deixava-o em cima da bancada, enquanto esperava a prata derreter. Depois, colocava uma parte da prata no molde da maça, e levava para a água, para que ela pudesse resfriar, e então tirava a cabeça da maça da água, e começava a trabalhar nela com um martelo pequeno, para poder deixá-la o mais limpa possível, finalizando a mesma. Fazia o cabo dela com prata também, utilizando um molde, e levava o mesmo para resfriar, e quando ele estivesse rígido, utilizava uma lixa para dar o acabamento no cabo, e levava o mesmo à cabeça, e então preenchia a mesma de prata líquida, fazendo assim com que a maça tivesse peso e pudesse causar dano, e aproveitando para juntar a cabeça da arma com seu cabo, e levava o mesmo para a água, para resfriar. Pegava a lâmina de ouro, e repetia o mesmo procedimento que fizera na armadura, e talhava um "MD" no cabo. Estava pronta arma, bastava apenas entregá-la.  



Under the heat of the forge, the calling for the boys turn into men is made


### , tagged , notes

, ♥ lauz
avatar
Kalahar "Martelo Divino"



Ficha de Persogem
Pontos de Vida:
115/115  (115/115)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [EMP] Forja do Martelo Divino

Mensagem por King em Sab Dez 06, 2014 9:30 pm

Avaliação| EMP



Aprovado
Recompensa: 15 pp.

Não posso dizer que não melhorou, do último texto para esse tem mais detalhes e um pouco mais da percepção como ferreiro. Mas ainda insisto que tente um pouco mais. Cite o manuseio detalhado do metal amolecido para o curvar, e depois o endurecer, além de processos cruciais para um melhor trabalhar dos materiais. Enfim, você sabe que tem como melhorar, e com o tempo, vai melhorar. Boa sorte nos dados.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [EMP] Forja do Martelo Divino

Mensagem por Kalahar "Martelo Divino" em Dom Dez 07, 2014 12:02 am


Forja do Martelo Divino







Mal havia terminado de reforjar aquela maça e sabia que tinha algo errado. O trabalho não havia ficado bom. Não sei em que ponto daquela maça eu havia errado, mas eu sabia que aquele trabalho não tinha saído do jeito que eu queria. Não havia jeito, teria que refazer aquela arma. Levava a maça novamente ao fogo, e deixava a mesma lá para que ela derretesse, e enquanto esperava o processo, ia repensando o processo, para que descobrisse onde provavelmente havia falhado, para não repetir o erro, e pudesse fazer tudo da forma mais limpa possível. Pegava novamente o molde da maça, e limpava o mesmo por dentro e por fora, e então retirava a prata do fogo, esta já derretida, e colocava a mesma ns dois moldes, tanto a da cabeça da maça quanto o do cabo. Então, afundava rapidamente a maça na água, mas sem resfria-la por completo, para que ela ainda estivesse quente, porém maleável, e então começava a trabalhar na mesma, enquanto deixava o cabo resfriando. Utilizava o martelo pequeno, para dar pequenas pancadas estratégicas entre os espinhos da maça, para deixá-los em um bom ângulo, visando o máximo de dano. Então, trazia o cabo, que já estava frio, lixava-o, para dar o acabamento, adicionava sua ponta dentro da maça ainda mole, e resfriava a mesma, para que o metal endurecesse ao redor do cabo, fazendo assim com que ficasse firme, para não soltar. Então, pegava a lixa, e dava acabamento nos espinhos, e depois, para dar fim ao trabalho, esquentava a lâmina de ouro, e talhava o "MD" no cabo da mesma.

Saia então para o balcão, e atendia dois pedidos, ambos de reforja. Um de uma adaga, e um de um chicote. Não havia muito que eu pudesse fazer ali, pois ambos os trabalhos eram bem simples. Pegava a adaga, e partia seu cabo com uma martelada, deixando apenas a lâmina, e colocava a na fornalha, para aquecer. Quanto ao chicote, jogava-o por inteiro fora. Reforjar algo daquele tipo era sem sentido, e eu não gostaria de fazer. Pegava um pouco de aço no meu estoque e colocava o mesmo para esquentar, enquanto pegava 8 tiras de couro, e começava a trançar as mesmas, para poder fazer um chicote grosso e resistente, que pudesse dar dano independente de sua ponta metálica. Tirava a lâmina da adaga, e então começava a martelar a mesma, dando forma novamente a uma lâmina, e então deixava a mesma em aquecimento baixo, apenas para manter a temperatura, enquanto refazia o cabo da arma, utilizando uma madeira forte e resistente. Antes de começar, lixava a mesma por inteiro, para que não houvesse farpas saindo, e então, passava uma tira de couro sobre a mesma. Introduzia uma peça metálica na ponta do cabo, que iria ser o ponto de fixação com a lâmina. Terminando isso, fixei a parte metálica do cabo com a lâmina ainda quente e resfriei, para que a mesma ficasse rígida ao redor da mesma. E então, pegava a lixa, para dar o acabamento na lâmina e uma pedra, para poder dar fio na adaga. Pegava então a lâmina de ouro, previamente aquecida, e talhava o "MD" de um lado da Adaga, e no outro lado da mesma, a inscrição "Tempus Daughter". A cliente não havia de fato pedido, mas bom, ela era a Filha de Tempus, e esta inscrição estava na lâmina original, então imaginei que deveria manter isso. Pegava então a placa de aço, e começava a martelar a mesma, trabalhando com uma lâmina ao mesmo tempo, para dar um formato triangular a mesma, e deixando um anel na mesma. Resfriava levemente, para então, fixar ao triângulo metálico o chicote de couro, dando um nó firme e fixando a mesma no metal, para então resfriá-lo por completo. Pegava a lixa para dar o acabamento, a pedra para afiar a lâmina, e a lâmina de ouro para talhar o "MD" na ponta. Aquele trabalho estava pronto.

Decidia então fazer alguns trabalhos que já tinha em mente. Separava três placas de prata e jogava as duas na fornalha para aquecer, e buscava um molde de bastão, deixando o mesmo separado, e então começava a trabalhar num pedaço de madeira, para fazer um cabo de adaga. Lixava o mesmo, para tirar qualquer farpa ou ponta de madeira,e passava uma mão de tinta preta, uma tira de couro, e então uma outra mão de tinta preta por cima da mesma, e fixava a parte de metal no topo, da mesma forma que havia feito o cabo da última adaga. Então, pegava a placa de prata da fornalha, e martelava a mesma, modelando a mesma no formato da adaga, dobrando a placa no meio, e daí, dando o formato de lâmina que a espada necessitava. Ao fim desse processo, fixava a parte metálica do cabo na lâmina e resfriava a mesma, fazendo o mesmo sistema para fixar o cabo na lâmina, e então levava a mesma para a bancada, aonde lixava a lâmina da arma, dando aquele acabamento esperto, e utilizava a pedra para poder dar fio aos dois lados da Adaga. Por fim, utilizando a lâmina de ouro aquecida, talhava o "MD" na ponta da lâmina. Deixava a mesma de lado, e pegava então o molde do bastão, e as placas, que a essa altura já estavam num estado líquido, e colocava as mesmas no molde, fechando ele e levando para um pequeno resfriamento, para então, com o metal maleável, dava algumas marteladas, apenas para compactar o mesmo, deixando no formato e tamanho necessário, e resfriava a mesma novamente, para então, com a lâmina de ouro, talhar o "MD" na lâmina. Estava pronto. Não havia sido o meu melhor trabalho, mas era apenas um teste.  



Under the heat of the forge, the calling for the boys turn into men is made


### , tagged , notes

, ♥ lauz
avatar
Kalahar "Martelo Divino"



Ficha de Persogem
Pontos de Vida:
115/115  (115/115)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [EMP] Forja do Martelo Divino

Mensagem por King em Dom Dez 07, 2014 12:03 am

Avaliação| EMP



Aprovado
Recompensa: 13 pp.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [EMP] Forja do Martelo Divino

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum